Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Voltar a casa mais velho 2

por FH, em 23.04.18

2014
Paramos para comer qualquer coisa. É a primeira vez que estamos na Madeira e ocupámos a manhã a passear num carro alugado.
Falamos de coisas do passado, de coisas de irmãos que não se falam nas festas de família.
Depois de eu referir uma antiga e falhada decisão de emigrar para Londres em 1996, P diz-nos que num dos seus Interrail esteve quase a emigrar para o Canadá. Fala disso com uma pequeno trejeito no olhar que eu reconheço como o de uma desgraça que esteve quase a acontecer, certamente lembrando-se do casamento e paternidade que alguns anos mais tarde acabariam por chegar. Calculo que esteja a pensar que se tivesse ido, não teria conhecido esse tipo de felicidade que hoje o suporta.
Apesar da surpresa que a sua revelação me traz, reconheço no P de então essa capacidade, essa absoluta e quase insana valentia que o teria facilmente encorajado a atravessar o Atlântico sem dizer nada a ninguém. Enquanto me lembro desse rapaz de barba e olhos verdes, penso em como hoje, já entrado nos cinquentas, ainda estaria certamente a viajar pelo mundo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 10:24



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D