Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Djaimilia Pereira de Almeida é filha de mãe de negra e pai branco. Nasceu em Angola e ainda muito nova veio para Portugal.
“Esse Cabelo” é um livro de reflexão e memórias pessoais escrito com muito cuidado, algo raro numa primeira obra e que poderá indicar que a autora escreveu outros livros antes.

O cabelo crespo da autora é o assunto transversal, a justificação certa para se falar de uma potencial dupla identidade que se verifica ser, afinal, só uma em que, por exemplo, coabita a herança de avós negros, que vivem numa casa de telhado de zinco perto da Amadora, e de avós brancos, residentes numa boa zona de Oeiras. 

Embora por vezes algumas das reflexões pareçam algo exageradas, num aparente esforço para além do sensato de exercício intelectual, este pequeno livro toca pela restante limpidez e perfeição da prosa. O pretexto do cabelo é só uma forma de falar dos seus, do pescador albino em Moçambique do início do século passado que nunca conheceu, até às deambulações da autora com os primos, cem anos depois, por uma Lisboa em modo estaleiro pré-Expo 98.
É um livro belo e arguto que, mesmo se um pouco desequilibrado, gostei muito de ler, até porque o cuidado óbvio colocado nas palavras, talvez por o tema ser a família, me fazer suspeitar de uma próxima obra já livre desse tipo de constrangimentos. E há na escrita de Djaimilia um talento impreciso, algo entre a frase rigorosa, a beleza das imagens e o domínio sem afetação da linguagem, que muito promete.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 14:33



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D